segunda-feira, 19 de março de 2012

12 Espias Enviados A Jericó


12 Espias Enviados A Jericó
NU 13 v 1 -16
Os Israelitas acampam em Cades-Barnéia e enviam espias para terra prometida doze homens são escolhidos para espiar a terra de Canaã, a terra Prometida . Entre eles estavam Calebe da tribo de Judá e Josué da tribo de Efraim.

Moisés os instrui a fazer duas coisas:

1° Descobrir como era seus habitantes
2° Trazer consigo amostra da colheita da terra.

O relato incrédulo de dez dos espias : O povo que habita nessa terra é poderoso, e as cidades são fortificadas e mui grandes também vimos ali os nefilins, isto é os filhos de Anaque  e éramos aos seus olhos como gafanhotos .
O povo de Deus é um povo forte, é povo guerreiro, é um povo que trinfa sobre as tempestades, é um povo vencedor , não teme o perigo, nem se intimida com ameaças do adversário .

Mas é preocupante, perceber que existem, hoje, muitos cristãos vivendo um projeto diferente do povo de Deus.São os que estão contaminados com a doença chamada a síndrome de gafanhotos.

10 espias enxergaram os gigantes em vez da terra e deixaram de ser príncipes e se sentiram como gafanhotos;

2 espias, Josué e Calebe, foram diferentes, eles acreditaram, olharam a
promessa e não o gigante, e sabiam que o impossível pertencia ao Senhor, afinal era promessa.

Carateristicas do  Príncipe

1. Crê pela fé no seu pai, o Rei, anda pela força do Rei, e pela autoridade do Rei
Eu sou o SENHOR, vosso Santo, o Criador de Israel, vosso Rei. Isaías 43:15

2. Faz a sua parte, olha para a terra, e não olha para o impossível, pois o Deus do
impossível verá.

3. Traz o fruto, nunca volta de mãos vazias.
Três vezes no ano todo o homem entre ti aparecerá perante o SENHOR teu
Deus, no lugar que escolher, na festa dos pães ázimos, e na festa das semanas,
e na festa dos tabernáculos; porém não aparecerá vazio perante o SENHOR;
Deuteronômio 16:16

Carateristticas do  Gafanhoto
1. Sempre reclama;
2. Sempre falta tudo para ele, nunca está satisfeito;
3. Não tem forças sozinho, sempre tenta fazer grupinhos;
4. Une-se só para destruir;
5. Não crê na promessa de Deus;
6. Contamina os outros com o seu medo, covardia.

Sintomas do gafanhoto :
1. Senso de fraqueza – “- Não podemos subir...” Números 13:31
2. Complexo de inferioridade – “- porque é mais forte do que nós...” Números 13:31
3. Arautos do Caos – “E diante dos filhos de Israel, infamaram a terra...” Números 13:32
4. Fraca auto estima – “E éramos aos nossos próprios olhos como gafanhotos...”
Números 13:33
5. Visão distorcida da realidade - “E éramos como gafanhotos aos seus olhos...”
Números 13:33

Os Efeitos do gafanhoto
1. Induz o povo ao desespero – “E o povo chorou naquela noite...” Nm 14:1
1. Induz o povo a murmuração – “Todo os filhos de Israel murmuraram...” – Nm 14:2
2. Induz o povo á ingratidão – “Antes tivéssemos morrido no Egito...” – Num 14:2
3. Induz á insolência contra Deus - “E porque nos traz o Senhor a esta terra, para
cairmos á espada...” Nm 14:3
4. Induz á Apostasia – “Não seria melhor voltar para o Egito...” - Num 14:3
5. Induz á Amotinação – “Levantemos á um ao nosso capitão e voltemos ao
Egito...” Nm 14:4
6. Induz á perseguição contra a liderança constituída por Deus – “toda a
congregação disse que os apedrejassem – Nm 14:10

Guando o gafanhoto aparece Nós Precisamos
1. Quebrantar-se diante de Deus - “Então Moisés e Arão caíram sobre os seus
rostos...e Josué e Calebe rasgaram as suas vestes ...” Números 14:5 e 6
2. Firmar-se nas promessas de Deus – "A terra pelo meio da qual passamos a
espiar é muitíssimo boa...” Números 14:7
3. Conhecer as estratégias de Deus para a vitória
a. “Se o Senhor se agradar de nós...” Números 14:8
b. “...o Senhor é conosco;não temais...” Números 14:9
c. “tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor...” Números 14:9

A Recompensa dos Príncipes
1. Josué e Calebe entraram na terra prometida. Eles confiaram em Deus, e Deus os
honrou
Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou
em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a
possuirá em herança. Números 14:24

Deus se ira com o povo e diz a Moisés: Com pestilência o ferirei e o rejeitarei; e farei de ti uma nação maior e mais forte do que esta

Moisés implora o perdão do Senhor para o povo, temendo que os pagãos dissessem: Porquanto o Senhor não podia introduzir este povo na terra que com juramento lhe prometera, por isso os matou no deserto

O Senhor perdoa o povo, embora ainda haja conseqüências.

 Ninguém com vinte anos ou mais exeto Josué e Calebe entrara na Terra Prometida Eles vagarão pelo deserto pelos próximos quarenta anos até que todos morram e nasça uma nova geração .

 Os dez espias infiéis morrem imediatamente por causa de uma praga

O tempo Passa e Deus levanta Josué, Filho de Num, servo de Moisés
Quem era Josué : Josué tinha sido um auxiliar chegado e amigo fiel de Moisés durante os quarenta anos da peregrinação de Israel no Deserto um Homem cheio do Espírito Santo, já designado sucessor de Moisés. Deus agora o mandava conduzir o povo Dele para aterra da promessa.

O nome Josué significa o Senhor é Salvação. A forma grega desse nome é Jesus. Josué é um tipo de Cristo pelo fato de introduzir o povo de Deus na terra prometida e conduzi-los á vitoria sobre seus inimigos a Liderança de Josué sobre Israel durou cerca de vinte e cinco anos.

Josué 1:1-9 E sucedeu depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés. Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo. Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares. Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares.

I - A ORDEM DIVINA PARA A CONQUISTA DA TERRA

1. Deus ordena a travessia do Jordão (Josué 1 v 2 Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel.).

O intento divino de libertar Israel não foi afetado com a morte de Moisés. Deus levantou Josué justamente para dar prosseguimento a esse grandioso projeto. Entrar em Canaã era uma ordem que deveria ser cumprida à risca. Nenhum obstáculo poderia ser colocado à frente dessa meta divina. Deus já havia prometido a Abraão (Gn 12.7; 17.8), e suas promessas são infalíveis.

Deus nunca se prendeu a uma única pessoa:

 a fim de cumprir seus eternos propósitos, mas os executa plenamente com os que se dispõem a cumprir sua Palavra. Ele advertira a Josué que não tivesse medo e passasse para o outro lado do Jordão, pois estaria com ele em todo o tempo.

2. Deus dá a Josué o mapa da Terra Prometida (Josué 1 v 4 Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo.). Segundo estudiosos, esta nova terra era delimitada pelo deserto, ao sul e ao leste. Nos lados leste e oeste aparecem as fronteiras setentrionais, “o Líbano e o Eufrates”. O Mar Grande, mais conhecido como Mediterrâneo, é o que marca a fronteira ocidental daquela terra. O texto fala da “terra dos heteus”, que inclui uma grande porção da Ásia Menor. Em razão de sua infidelidade e desobediência, até o dia de hoje, a Terra Prometida não foi plenamente conquistada pelos hebreus (Josué 13 v 1Era, porém, Josué já velho, entrado em dias; e disse-lhe o SENHOR: Já estás velho, entrado em dias; e ainda muitíssima terra ficou para possuir.). Entretanto, Deus não desistiu de seu povo. Todas as promessas feitas a Abraão e a Moisés serão cumpridas, independente da incredulidade de muitos.

3. Deus revela a Josué o segredo da conquista (1.5-9).

Quanto ao cumprimento da sua promessa, Deus asseverou a Josué “como fui com Moisés, assim serei contigo” (1.5). Essa era a garantia que ele precisava; afinal Moisés fora invencível diante de todas as adversidades e provações. Porém, o Senhor queria que Josué cumprisse todas as suas ordens entregues por Moisés, sem se desviar “nem para a direita nem para a esquerda” (1.7); deveria manter-se fiel aos objetivos do Eterno. Por último, para evitar a superficialidade e o esquecimento, o novo líder deveria meditar no livro da Lei “dia e noite” (1.8).

A vitória só seria plena se toda estratégia divina fosse obedecida por Josué e por todo o povo de Israel. A Palavra de Deus teria de ser cumprida cabalmente: “Não to mandei eu?” (1.9).

II - A PREPARAÇÃO DO POVO PARA ATRAVESSAR O JORDÃO

1.     Josué deveria executar o plano revelado por Deus (1.4,10-13).

 Transpor o Jordão era o firme propósito de Deus. Do outro lado estava a terra da promessa divina. Josué teria de agir com fé em Deus, vigor e determinação. E foi exatamente o que fez: reuniu seus principais auxiliares e ordenou-lhes que instruíssem ao povo, preparando-o para a grande jornada (vv.10,11). Todos deveriam estar devidamente prontos para quaisquer circunstâncias. Para alcançarem a bênção, eram-lhes indispensáveis: coragem, ação e genuína fé em Deus (Tg 2.17).

Preparação:

O povo de Israel prepara-se para ocupar a Palestina. Para tornar-se um grande líder, a serviço de Deus, Josué teve de ser trabalhado ao longo de muitos anos. A primeira vez que a Bíblia o menciona, ele era tão somente um israelita que sonhava com a libertação de seu povo. Todavia, o Eterno viu naquele jovem um comandante capaz de conduzir Israel com segurança à Terra Prometida. O trabalho pesado, o sofrimento e as vicissitudes da sua vida de escravo proporcionaram-lhe as qualidades necessárias à liderança eficaz. Após o êxodo do Egito, Josué tornou-se um fiel servidor de Moisés. Sua eficiente liderança sobre Israel somente seria demonstrada mais tarde, quando estivesse completamente preparado pelo Senhor.

2. Josué ordena ao povo que se prepare (1.10-13). Todos deveriam estar convictos de que Deus lhes entregaria aquelas terras.

Josué também precisava da confiança do povo (Josué 1 v 16-18 Então responderam a Josué, dizendo: Tudo quanto nos ordenaste faremos, e onde quer que nos enviares iremos.Como em tudo ouvimos a Moisés, assim te ouviremos a ti, tão-somente que o SENHOR teu Deus seja contigo, como foi com Moisés.Todo o homem, que for rebelde às tuas ordens, e não ouvir as tuas palavras em tudo quanto lhe mandares, morrerá. Tão-somente esforça-te, e tem bom ânimo.).

Ele sabia que um líder não subsistiria sem o apoio de seus liderados, e que sua liderança precisava ser reconhecida publicamente: “Tudo quanto nos ordenaste faremos e aonde quer que nos enviares iremos” (1.16). Por meio de seus subordinados diretos, Josué deu todas as instruções ao povo: “Provede-vos de comida, porque, dentro de três dias, passareis este Jordão, para que tomeis posse da terra que vos dá o SENHOR, vosso Deus, para que a possuais” (v.11).

2.     Josué reúne os homens de guerra (Josué 1:14-15Vossas mulheres, vossos meninos e vosso gado fiquem na terra que Moisés vos deu deste lado do Jordão; porém vós passareis armados na frente de vossos irmãos, todos os valentes e valorosos, e ajudá-los-eis; Até que o SENHOR dê descanso a vossos irmãos, como a vós, e eles também possuam a terra que o SENHOR vosso Deus lhes dá; então tornareis à terra da vossa herança, e possuireis a que vos deu Moisés, o servo do SENHOR, deste lado do Jordão, para o nascente do sol.).

Na caminhada para a Terra Prometida, Israel deparou-se, inevitavelmente, com diversos povos pagãos e adversários, que não se renderam facilmente (Dt 7.1-6). Na caminhada para a Canaã celestial, a Igreja de Cristo precisa de pastores e líderes espirituais dados por Deus e capacitados para orientá-la no combate contra ferozes inimigos, que farão de tudo para impedir sua vitória aqui e triunfo final na Vinda de Cristo.

OS ESPIAS SÃO ENVIADOS A JERICÓ (2.1-24)

Antes de atravessarem o rio Jordão, Josué procurou conhecer a realidade daquela terra, começando por Jericó, cidade-reino, fortificada por altas e espessas muralhas.

Em Nm 13.1-32 doze espias são enviados à Canaã. Agora, no capítulo 2 de Josué apenas dois espias são mandados a Jericó. Começa, portanto, os preparativos para a ocupação da Palestina.

Moises envia 12 espias a Canaã e 10 dele traz um relato negativo o que causa um grande tumulto no meio do povo Deus destrói 10 dos 12 espias e Josué agora Envia só dois

Conjectura. Juízo ou opinião com fundamento incerto; suposição, hipótese

A previsão é imprescindível ao líder (Josué 2 v 1 E enviou Josué, filho de Num, dois homens desde Sitim a espiar secretamente, dizendo: Andai e observai a terra e a Jericó foram pois e entraram na casa de uma mulher prostituta cujo nome era Raabe, e dormirão ali).



Um autêntico líder cristão nada faz por mero impulso, mas age com fé, segurança e previdência. A despeito da confiança e garantia de vitória que o Senhor lhe havia dado, Josué procurava cumprir cabalmente sua parte, planejando suas ações. Prever é antever o desconhecido. Josué não poderia arriscar a vida do seu povo sem conhecer o terreno a ser conquistado, e sem saber com quem estava lidando. Por isso, enviou dois espias a Jericó.



3.     Deus guiou os espias à casa de Raabe (2.1-8).

Embora prostituta, Raabe reconheceu o poderio e a grandeza do Deus de Israel. Ela creu que o Senhor era poderoso para subjulgar aquela cidade, a despeito de sua fortaleza e fama; por isso tornou-se o elo da vitória de Israel sobre o restante de Canaã.

Após salvar a vida dos espias, Raabe abandonou a idolatria, unindo-se pela fé a Israel e a seu Deus (Hb 11.31; Tg 2.25), vindo a ser, inclusive, mencionada na genealogia de Cristo (Mt 1.5). Isto ilustra o fato que Deus aceita qualquer pessoa “que, em qualquer nação, que o teme e faz o que é justo” (At 10.35).

4.     O cordão de escarlate na janela (2.15,18).

Esse cordão forma um paralelo com o cordeiro da Páscoa. Assim como o sangue do cordeiro foi colocado nas portas das casas dos israelitas a fim de protegê-los do juízo divino (Êx 12.21-23), igualmente o cordão escarlata pendurado na janela da casa de Raabe resultou em segurança e libertação para a sua família. Como nas muitas proezas que Deus realizou por seu povo, mais uma vez, Ele faz valer sua soberania utilizando-se de coisas pequenas e até ilógicas como um “cordão de escarlate” (1 Co 1.27-29).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário